Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


É uma sensação, uma impressão na barriga, como a que sentimos quando sabemos que algo de que gostamos vai acabar, ou quando nos tiram uma coisa a que nos apegamos.

E foi isso que hoje senti, ao despedir-me deles, apesar de saber que a separação é só por dois meses.

 

Porque apesar de ter custado no ínicio, apesar de eu estar com medo, apesar de me ter proibido ao máximo de criar laços para mais tarde não me magoar, eu descobri, nestes últimos tempos, que gosto realmente deles.

Porque foram eles que me acolheram, vinda sabe-se de lá de onde, porque foram eles que almoçaram e jogaram matraquilhos comigo, tiveram aulas, estudaram, conversaram, riram comigo - e que me aturaram - e acima de tudo, foram eles que agora, no fim, não me abandonaram.

 

E apesar da vossa maneira estranha de ser, apesar da vossa maneira estranha de gostar, eu gosto de vocês assim - estranhos e meus amigos.

 

E se a probabilidade de alguém passar por aqui e ler isto já é reduzida, ainda mais remota será a possibilidade de algum de vocês o fazer. Mas mesmo assim, aqui vos deixo a minha declaração de amizade.

 

Para Lúcia, Ricardo, João Paulo, Manel, Catarina Cruz.

 

Para o Diogo.

 

Espero poder contar com vocês por muito tempo.

Obrigada.

 

Para Ariana e Catarina - as minhas meninas.

 

Obrigada por terem percorrido todo este caminho sempre ao meu lado.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

E será...

08.12.11

Que vai tudo correr bem com a minha mãe?

 

Porque é que tenho que passar por estas incertezas todas, que me apertam tanto o coração, que me fazem querer chorar...?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Será?

08.12.11

Será que é minha impressão?

Será que estou a interpretar mal?

Será que age assim com toda a gente e eu não reparo?

Será que o que diz é para se meter comigo ou é mesmo verdade?

Será que é timidez?

Será que tal como eu, ainda não tem a certeza?

Será que vai acontecer?

Será que vai ser outro desastre?

Será que é um caminho bom?

Será que devo ter esperanças?

Será que me vou magoar?

 

Queria um sinal claro, que me alimentasse as expectativas ou acabasse de vez com elas.

 

Porque nem eu sei o que isto é...

Porque não sei como agir... (e não gosto disso...)

Porque não gosto da sensação de desconforto que sinto por vezes...

Porque não gosto deste tipo de ansiedade...

Porque não me quero magoar ao criar falsas expectativas...

 

Sinto-me com tão poucas certezas!

 

Um sinal por favor...depressinha, de preferência

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Já os pressinto: os pensamentos, o turbilhão de sentimentos, a impossibilidade de os libertar, o negrume da melancolia, da tristeza, da confusão a cercar-me.

 

 

E o mais curioso é que não são as aulas propriamente ditas que me fazem sentir assim, mas antes o medo do que me espera,e especialmente o medo dos sentimentos que quem me espera pode fazer (res)surgir.

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Junho 2013

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30


Arquivo morto

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2008
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2007
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D